Conversa na Travessa

terça-feira, maio 31, 2005

Ai, lassidão, lassidão! O que eu quero, sei eu!


Brain Power: Mind control of external devices*

Era um neuroimplante destes, por favor. Pode ser em azul-electrico, medium size? Acha que nao me serve? Pronto, venha dai um small, extra-small, va'. Tem desconto para estudantes? [mostra cartao com fotografia desvanecida]. Para pessoas que nao dormem mais de 4 horas ha' 4 dias. [Mostra olheiras e mede o diametro de uma delas - 9 inches. Apresenta tambem provas de comportamento errante.] Nao? Tambem tenho aqui outros cartoes...desculpe, um momentinho, só. Ando sempre cheia de tralha, eh-eh-eh, dê-me so' mais um minutinho, por favor, desculpe...[Revolve a mochila de 20 litros, 'a procura da carteira, processo moroso e doloroso. Encontra a carteira, desfeita pela volumetria de cartoes perfeitamente inuteis que ai se acumulam vai para quatro, cinco anos]. Desconto para Saynsbury's Supermarkets Nectar Card Holders? Boots Advantage Card? Arts Pictures House member card? Kelsey Kerridge Sports Centre Membership Card? Blockbuster Membership Card? City Leisure Card? [fora de prazo] Cartao de Alberguista? [extra-fora-de-prazo] Ou este, muito bom, em tons violeta e verde, Indigo Coffee House Loyalty Card? Tambem nao. Nao entende, eu preciso mesmo do implante e com extremissima urgencia. Sim, tipo agora, mas so' tenho 5 libras. Posso pagar o resto depois? Deixo-lhe aqui o meu Caffe' Nero Loyalty Card. Sei de muito bom macaco rhesus que teve essa coisa de graca, por que e' que nao posso ter um device desses? Sou um missing link, asseguro-lhe. [Empregado convence-se que Maria_das_Flores merece ter um neuroimplante gratis urgentemente.] Ah, obrigadissima! Que Darwin lhe pague! [Pega no chip e vai a correr ter com um engenheiro electronico das redondezas, possivelmente o derradeiro esforco fisico que tera' de fazer na vida].

E viveu feliz para sempre.

*Isto tem o seu quê de Michael Crichton. Adoro quando a realidade e' mais estranha do que a ficcao.

Nunca renegarás o teu passado! III


O Passado



O Presente ( o único membro da banda original)

Lembram-se deles? Os Alphaville!! E sabem que eles ainda andam por aí? Vejam isto.



FOREVER YOUNG
lyrics: Gold
music: Gold-Lloyd-Mertens

Let's dance in style, lets dance for a while
Heaven can wait we're only watching the skies
Hoping for the best but expecting the worst
Are you going to drop the bomb or not?


Let us die young or let us live forever
We don't have the power but we never say never
Sitting in a sandpit, life is a short trip
The music's for the sad men
Can you imagine when this race is won
Turn our golden faces into the sun
Praising our leaders we're getting in tune
The music's played by the madmen
Forever young, I want to be forever young
Do you really want to live forever, forever and ever

Some are like water, some are like the heat
Some are a melody and some are the beat
Sooner or later they all will be gone
Why don't they stay young
It's so hard to get old without a cause
I don't want to perish like a fading horse
Youth is like diamonds in the sun
And diamonds are forever
So many adventures couldn't happen today
So many songs we forgot to play
So many dreams are swinging out of the blue
We let them come true

segunda-feira, maio 30, 2005

Aprender a caricaturar gente abastada das Artes e Desporto (com maiúsculas) em 4 tempos*

*Fim de serie, embora nao fosse má ideia alguem mandar-me a carranca caricaturada de personalidades lusas em 4 tempos (ideias avulso : Carrilho, Joao Soares, Santana).

Artes



Desporto



Artes & Desporto e assim

Ora bem...

Body
You are the Body of the Week!! You don't do much
except die at the beginning of the episode.
Then you spend the rest of the time just lying
there. You're not very exciting. You're just
dead.

Which Six Feet Under Character Are You?
brought to you by

domingo, maio 29, 2005

Atenção!

É possível a existência de sexualidade após uma lesão vertebro-medular!



sexta-feira, maio 27, 2005

I can't answer, I can't answer that

(Eu) nego o meu amor, o meu carinho
Digo que eu ja' me esqueceu [sotaque nordestino]
Piso machucando com jeitinho
Este album [dos Bros] que ainda e' meu
Digam que a minha renegacao e' covardia
Mas [na verdade]nao me esqueco
que voce [album dos Bros] foi meu um dia
Digo que ja' nao o quero
nego que me pertenceu
Ainda que eu me lembre
da minha boca molhada,
ainda marcada, por um (video)clip seu

(Adaptacao de"Negue", cantado por Maria_Bethania e Maria_das_Flores)

Nego tambem que ja' tenha sabido ou que ainda saiba de cor toda a letra do "When Will I Be Famous?" - e de outras horrorosidades semelhantes.

Yes you're suitably at one
with your body in the sun
Yes you are
Well you've read Karl Marx
and you've taught yourself to dance
You're the best by far

But you keep asking the question
the one you're not supposed to mention....


[e agora este maravilhooooso refrao, cantado em coro por zigalioes de brosetes de todo o mundo:]

When will I will I be famous?
(I can't answer, I can't answer that)
When willI see my picture in the paper?
(I can't answer, I can't answer that)

I can't tell you when you'll see your name up in lights

When will I will I be famous?
You keep asking me babe

You're a slave to fashion and your life is full of passion
Its the way you are
You've suffered for your art with the jogging in the park
You're the best by far
But you keep asking the question
the one you're not supposed to mention....


etc., etc.

Nunca renegarás o teu passado! II ( o capítulo que faltava)



A resposta a essa pergunta está na História.
E as calcinhas rasgadas? Mmmmm? E a camisinha branca de colarinho apertado?

Aprender a caricaturar políticos em 4 tempos

Helmut


Jacques


Vladimir


Joerg


(Via email; Danke, dad!)

Loura quer mais bolacha!



Nota: De preferência daquelas maravilhosas da Carr's ( que aparentemente desapareceram do mercado)...e já agora, se não for pedir muito, um queijinho de Azeitão. Há também vinhinhos tintos que adoram a companhia da bolacha e do queijinho. Nem vou citar marcas que isso já era um grande abuso! Mas lá que a solidão é uma coisa tramada...

quinta-feira, maio 26, 2005

Comadres, dizem* que temos penas ultravistosas


1, 2, 3
1. Poephilia (Clhoebia) gouldiae mariam_di_fiori
2. Poephilia (Clhoebia) gouldiae paulum
3. Poephilia (Clhoebia) gouldiae tangerinum, respectivamente.

E mais: que somos animais calmos, que adoram a companhia humana e de outras aves, já que na natureza vivemos sempre em grandes bandos. Que podemos darmo-nos muito bem com o Criador, desde que sejamos bem tratadas. Que vivemos em harmonia entre nós, mesmo durante a época de gestação das fêmeas. Que somos umas boas ondas, portanto, pa'! Outro factor importantissimo a reter sobre a nossa especie e' que é aconselhável manter sempre mais machos do que fêmeas, para que elas (nós) possam escolher entre eles. Female choice power! Mas, depois do acasalamento, o casal fica muito unido.**

*Fomos postas no bando dos Diamantes Gould pel'Os Pássaros (links 'a direita, quarto bando de aves a contar de cima).
** Informacao recolhida e adaptada da Arca de Noe'.

quarta-feira, maio 25, 2005

Se alguem lhe oferecer um bilhete para ir a um concerto de um tal de Ze' Artur, que voce mal conhece, e, ainda assim, aceitar, isso e'...



...impulso. E confianca-de-por-as-maozinhas-no-fogo no gosto musical da amiga e do seu melómano irmao. Alem disso, o artista parece ser um verdadeiro artista. Faz bonecadas e tudo muito jolies. A capa do seu ultimo album, Our Shadows Will Remain, ficaria linda na parede Sul do meu quarto, caso houvesse uma edicao em vinyl. O meu fetiche anacronico por vinys [composto quimico CH2CH] prende-se apenas e so' a questoes iconograficas (nada disto ou disto). CDs rulez!!

Joseph Arthur + Guests, no 100 Club, 100 Oxford Street, Londres, hoje, 'as 7.30pm

terça-feira, maio 24, 2005

Sexos, natureza e expectativas sociais- the story is old - I know - but it goes on

Da serie "Recortes de Imprensa" (I). Ou "Mais umas Palavrinhas e Epitetos Ofensivos Dirigidos ao Chauvinista do Presidente da Universidade de Harvard" (serie interminavel).


Tudo recortado do artigo de Natasha Walter, "Prejudice & Evolution", publicado na Prospect de Junho de 2005.

Recorte #1. "We simply cannot say that the inequalities that still exist are the result of innate differences between men and women, when external pressures—from the inflexibility of well-rewarded work and the unequal way that parental leave is allotted to social expectations that reward certain behaviours in men and other behaviour in women—still weigh so heavily."

Recorte #2. "(...)The big differences [between men and women] are confined to almost absurdly limited areas of cognition: tests involving the rotation of three-dimensional objects show a significant difference in favour of men, but related tasks such as mentally constructing shapes from three-dimensional blocks or imagining what unfolded shapes would look like when folded show negligible differences. Similarly, although women are said to excel in verbal fluency, they outperform men on a measure that requires writing as many words as possible with specified letters, but not on measures of vocabulary or reading comprehension."

Recorte #3. "There are many studies that show us how culture reinforces stereotypes for men and women and magnifies assumptions about male achievement."

Recorte #4. "For instance, researchers at Princeton found that when musicians were auditioned for orchestras, if they played behind a screen, women were 50 per cent more likely to be shortlisted than if candidates could be seen. Recent research has shown that Oxford University discriminates against women applicants, accepting more men than women among applicants with equivalent grades, apparently because tutors believe that women who do well at exams are conscientious rather than clever."

Recorte #5. "It is easy for science, especially psychology and biology, to be used in the service of ideology. Darwin himself said that some of the traits of women "are characteristic of the lower races, and therefore of a past and lower state of civilisation." [Ate' o meu rico Darwin...Mas, 'tadinho dele, era o Seculo XiX a falar pela boca dele.]

Recorte final. "If humans are innately anything, we are innately adaptable (...)"

Oh, it goes on
and on
Oh, it goes on
and on

Ontem pensei que ...

...estava a ver um programa humorístico. Vi a Fátima Campos Ferreira a "plantar" dichotes engraçadinhos durante o que parecia ser uma simulação de debate. Mas depois comecei a ver melhor e achei deveras estranho ver Eduardo Catroga, Bagão Félix, e outros nomes reputados da nossa praça, num programa humorístico. Fui a ver, era o Prós e Contras. Cáspite!!

segunda-feira, maio 23, 2005

Olhem....gostei das ilustraçõesdeste blogue.

Será que eles se chateariam muito se eu colocasse aqui esta imagem?
Espero que não. É que acho isto delicioso.

Propriedade de Pilrito D'Areia em Os Pássaros

Nights in white denim never reaching the end (o titulo e' pouco meu)



P.: Quem e' visionario, quem e'?

R.: Joss Stone, Liz Hurley, Kate Moss, Nicole Kidman, Gwyneth Paltrow, Uma Thurman, Jennifer Aniston, Peter Saville (designer grafico responsavel por muita iconografia musical de culto, nomeadamente as capas dos albuns dos Joy Division) , Samantha Fox, Donatella Versace, Ralph Lauren, George Michael, Tom Jones, Maria_das_Flores.

"So it is with some difficulty I have to inform you, ladies, that white jeans are back." (Caroline Roux in The Guardian, 20/05/2005)

"White Denim is the clearest option, and with so much colour around, it's a relief as well." (Simon Foxton, estilista, in The Guardian, 20/05/2005)

"There's a glut of blue jeans now. Your granny wears jeans. And when your granny wears jeans, you can't. You have to find an alternative." (Mandi Lennard, fashion PR, in The Guardian, 20/05/2005)

"White jeans do suggest a high-maintenance lifestyle (and a high-maintenance body, if worn skinny)." (outra vez a jornalista Caroline Roux, na sua reportangem no The Guardian, 20/05/2005)

Ora embrulhem!

Dos and don'ts wear white jeans with no The Telegraph (10/05/2005).

E para que os homens nao se fiquem a rir: "White is back in men's clothing".

Enough of fait-divers! A emissao séria (ah-ah-ah) segue dentro de momentos.

Piada cruel

( Não confundir com piada de mau perdedor.)

As rotundas estão para os adeptos de futebol histéricamente felizes, como as rodas estão para os ratos de laboratório. Dá-lhes uma sensação de caminhada eterna pela calçada da glória.

( Eu não sei se já tinha dito isto, mas eu tenho mau acordar...principalmente se uma cambada de ígnaros, resolve fazer da minha porta, o Marquês de Pombal dos subúrbios!)

Piada óbvia

A ausência de medidas governamentais para solucionar a questão do défice, prendia-se com uma questão de calendário futebolístico.
Seis milhões de pessoas histéricamente felizes, vão concerteza produzir muito mais e melhor.
Mas hoje ainda não. Ainda está tudo de ressaca. Talvez amanhã....

sexta-feira, maio 20, 2005

New kid in the trees (bom titulo; nao e' meu)


There may only be a thousand individuals left

The monkey is brown with a black face. Two research groups almost simultaneously spotted this new monkey species (artist's illustration). CREDIT: Zina Deretsky/National Science Foundation

"Out searching for a grey, pink-faced monkey called the Sanje mangabey in Tanzania's Ndundulu Forest Reserve, conservation biologist Trevor Jones instead spotted a brown, black-faced mangabey sporting an upright crest on his forehead that made the animal look "punky."" (Science fesquinha de hoje)

Tambem me acontece andar 'a procura de uma coisa e encontrar outra. A maior alegria que ja' tive - dentro desse genero - foi nao encontrar as chaves de casa/office/cadeado da mala/colegio/etc., e, em vez disso, encontrar 50 libras esterlinas dobradinhas e esquecidas num bolso de um casaco. Nao e' bem-bem a mesma coisa que descobrir uma nova especie de macaco, ainda por cima biopunk e em extincao. Pelo menos nao apanhei uma doenca tropical, como o pobre do superboa-onda Trevor Jones.

A inveja e' uma coisa muito, mas muito feia.

quinta-feira, maio 19, 2005

Pop quizzzzzzz!!!










Your #1 Match: INFJ




The Protector

You live your life with integrity, originality, vision, and creativity.
Independent and stubborn, you rarely stray from your vision - no matter what it is.
You are an excellent listener, with almost infinite patience.
You have complex, deep feelings, and you take great care to express them.

You would make a great photographer, alternative medicine guru, or teacher.


Your #2 Match: INTJ




The Scientist

You have a head for ideas - and you are good at improving systems.
Logical and strategic, you prefer for everything in your life to be organized.
You tend to be a bit skeptical. You're both critical of yourself and of others.
Independent and stubborn, you tend to only befriend those who are a lot like you.

You would make an excellent scientist, engineer, or programmer.



What's Your Personality Type?


Mmmm mmmm mmmmm mmmmmm....ooh!..mmmm....mmmm...a sério?.....mmmmm....ok.


Via Mary dear! que por sua vez blá blá blá...

Doi-me a zona temporoparietal direita (segundo dia). Mostro o umbigo.

Zona temporoparietal.

Umbigo:









Your #1 Match: ENFP




The Inspirer

You love being around people, and you are deeply committed to your friends.
You are also unconventional, irreverant, and unimpressed by authority and rules.
Incredibly perceptive, you can usually sense if someone has hidden motives.
You use lots of colorful language and expressions. You're qutie the storyteller!

You would make an excellent entrepreneur, politician, or journalist.


Your #2 Match: INFP




The Idealist

You are creative with a great imagination, living in your own inner world.
Open minded and accepting, you strive for harmony in your important relationships.
It takes a long time for people to get to know you. You are hesitant to let people get close.
But once you care for someone, you do everything you can to help them grow and develop.

You would make an excellent writer, psychologist, or artist.



What's Your Personality Type?


Estes testes sao cool porque nunca revelam - assim muito - as nossas partes mais podres. Mas, politica, moi? E onde esta' a ciencia, pa'?!

(via A Aba de Heisenberg)

Coisas que hoje não se podem dizer e sair delas incólumes.

Hoje um bicho verde suicidou-se nas minhas calças brancas.
Não, não é nenhuma analogia de mau gosto.
É mesmo verdade que hoje um bicho verde se suicidou nas minhas calças brancas. Há provas disso durante o dia de hoje.

quarta-feira, maio 18, 2005

Procrastinar aniversarios da' saude e nao faz crescer, que e' o que se quer ultimamente


(c) Jorge Cham
(clicar na imagem para aumentá-la)

Vivo numa bolha e tenho a vida interrompida. Parece mau, mas nao e'. Se a vida esta' interrompida, entao o processo de envelhecimento tambem. Reparem que nao e' um fenomeno original na natureza: os virus cristalizam quando nao estao activos, isto e',quando nao estao a ser verdadeiramente seres vivos. Um virus cristalizado faz anos? Óbvio que nao. Quando eu descristalizar, terei cerca de 25 anos de vida-vida. Ou menos.

And yet, mesmo em fase cristal, adoro receber mimos: abracos; beijos; esse-eme-esses; hologramas felicitatorios (amanha ou assim explico); insultos retro (Vai chamar "Tom Jones" 'a tia, maze', bekx!); belos utilitarios Prada; t-shirt 'as riscas grossas rosa pastel e beje com uma grande flor bordada a lantejolas e bolinhas de plastico entre os peitos um tamanho acima do que devia e que TIVE MESMO de ir trocar e -oh que chatice tao grande - nao tinham o meu numero, mas deixaram-me trocar - por solidariedade estetica, creio - por duas especies de t-shirts nao so' muito mai'lindas, mas tambem do tamanho certo, porem estou endilemada, se hei-de contar toda a verdade aos meus presenteadores ou se lhes enfio uma peta misericordiosa, para manter o saudavel convivo de que tanto tenho usufruido, mas eu tenho grandes dificuldades fisiologicas em mentir e isto e' uma macada com c de cedilha [para ler em apneia]; etc. A todos os que mimaram e mimarao esta criatura cristalizada, um grande bem haja.

Claro que depois há a desconstrução do mito...



Que nos faz muito querer queimar as nossas fotografias de juventude ou recorrer a uma intervenção estética.

...

Mesmo assim a natureza não foi muito madrasta com este.

Nunca renegarás o teu passado! I ( porque me parece uma boa série para ter pelo menos um capítulo II)

Ultimamente, aos sábados à tarde ( se não for aos sábados é aos domingos, porque são os únicos dias da semana em que tenho a televisão ligada à tarde, a não ser que seja feriado), tenho visto uns TOP 30 no VH1, com uma abordagem extremamente interessante.
O último era um "TOP 30 Red hair artist". Desde Simply Red ( óbvio) a Tori Amos, Cindy Lauper ( na sua fase red), Rick Astley ( ai, lembram-se?), tudo o que tinha cabeça vermelha ( natural ou devidamente "tunada") por ali passou, num desfile que fez recordar músicas de que só num dia de pesadelos profundos nos lembraríamos, como bandas sonoras, de sonhos envolvendo Mestres Japoneses chamando-nos nomes impronunciáveis ( get it, Mary?) ou então segundos antes de sermos atropelados por bicicletas pedaladas por rechonchudos elefantes cor-de-rosa nas ruas de Amsterdão ( if you know what I mean...).
Não me recordo para quem foi o primeiro lugar...mas o Rick Astley não mais me saiu da cabeça.

"Never gonna give you up
Never gonna let you down
Never gonna run around and desert you
Never gonna make you cry
Never gonna say goodbye
Never gonna tell a lie and hurt you"




Ai ai!!

sexta-feira, maio 13, 2005

não desapareci....

...estou só a hibernar na estatística!

A Tangerina

O essencial e o acessório...

...ou Parabéns a você nesta data querida, muitas felicidades muitos anos de vida, Maria-das-Flores, dear!


Essencial!


Essencial!


Essencial!


Essencial!


Essencial!


Essencial!


Essencial!


Essencial!


Este pode ser o acessório

Nota: Não encontrei biquinis azul celeste decentes.

quinta-feira, maio 12, 2005

Ser mãe é ter medos todos os dias.

Este é que é o Tom Jones de calça branca...



...ou como eu não quero que te falte nada, Maria!
Como brinde temos o belo do cordão de ouro com super-mega-fashion crucifixo e camisa aberta até ao umbigo.
Depois não digas que eu não te amo.

quarta-feira, maio 11, 2005

All I have to do is drea-ea-ea-ea-eam, dream, dream, dream


by J.B. Handelsman, published in The New Yorker September 14, 1987 (via Cartoon Bank)

Just in case, comecei a ter aulas de Khai bo. Para um dia hipotetico em que va' defender uma tese mal parida.

A minha hora Centrum...


...é na realidade a qualquer hora do dia.
Ao contrário da minha hora All-bran, que é por volta das 14.15h/14.23h.
Hoje por exemplo, consegui sair do escritório duas vezes, entre as 9.42h e as 9.58h para andar, alegre e saltitante ( a última vez, já fui furiosa e vociferante)a recolher as coisas de que me vou esquecendo dos sítios por onde passo ( livro na caixa ATM e óculos na pastelaria). O despojamento dos bens materiais faz de nós pessoas mais felizes, porque o facto de andarmos assim sem nada que nos amofine o sentimento de propriedade, poupa chatices e quilometros ( sim, sou daquelas que apanha comboios errados no Metro).
Em conclusão: sim, tenho de sair mais vezes. Mas travel light,preferencialmente. Claro que também me poderia suceder como o outro e achar que as coisas fogem de mim e não voltam mais. Mas isso já revelava uma baixa auto-estima.

terça-feira, maio 10, 2005

It's not unusual to be loved by anyone ou O Tom Jones que tenho dentro de mim, ao lado da gaja gorda e do gajo musicalmente gay



"Por que tao cedo nao me enfio nas minhas calças de ganga justas e - credo! - brancas?", pergunto eu ao Tom Jones, á gaja gorda e ao gajo musicalmente gay [outro que nao o Tom Jones] que tenho dentro mim - que eu tenho muita arrumaçao interna, parecendo que nao.

Esta ultimate question precisa de uma resposta trifaseada.

Fase 1. Lavo o cabelo e saio de imediato para a rua, de guedelha encharcada e desalinhada. O tempo esta' seco e fico com uma trunfa selvagem ultravolumosa , capaz de amedrontar muito bom leao de juba rija. Comentario de transeunte: - Wow! Are you a fairy? Talvez nao estivesse a gozar comigo e com a minha trunfa. Eu tambem devo ter uma fada dentro de mim e isso nao tem mal nenhum.

Fase 2: Dizia eu, o tempo esta' seco e uma pessoa tem de se resguardar dos nefastos UVs dos sun spellings. Por conseguinte, enfio um par de oculos escuros de diva dos anos 60. Comentario de transeunte: - Wow! Are you an artist? O tom jocoso era, por certo, enganador. Ele poderia nao estar a gozar comigo. Sou capaz de ter uma artista dentro de mim e isso nao e' errado.

Fase 3, a revelaçao: Apesar do tempo estar seco, as únicas calças secas e nao amarrotadas - porque nunca as uso - que posso vestir sao brancas, semijustas, de ganga. A acompanhá-las, uma longsleeve de algodao preta com uns escritos a branco (Class of '82, salvo erro). Comentario de transeunte barítono, gritado em sustenido, fixando-se nas minhas calças brancas de ganga semicoleantes: - Hey, Tom Jones! Mantenho um ar serio e blaze', mas todo o meu interior - toda aquela gente que tenho dentro de mim - ri-se convulsivamente. Porque era verdade. O Tom Jones que tenho dentro de mim estava ca' fora. A "fada artista" nao era um piropo. Era uma metáfora ao Tom Jones, ao Tom Jones que eu tinha dentro de mim - e nao sabia - e que resolveu dar um ar da sua graça. Ca' fora. E, isso sim, e' muito errado.

Moral da fábula: Tambem tenho de sair mais, mas em condiçoes.

segunda-feira, maio 09, 2005

Adorava ser Consoante. Vogal já é muito visto.

It's just another manic Monday ooooh-uh-ooh

Segunda-feira e' o melhor dia para fazer testes online, estou em crer [idiotismo/idiomatismo/expressao idiomatica janota, da familia dos idiotismos que gosto de rever de vem emquando, onde se incluem perolas como "faz-me especie"]. Vai dai, faco logo dois de empreitada. Via e-mail, recebi um sobre faces atraentes, mas acho que corri quase tudo a nega. E' um facto triste: ha' pouca gente gira na Universidade de Cambridge. Esta experiencia causou-me tal turbação, que nem mais uma linha escreverei sobre ela.

Lanco-me entao ao segundo teste do dia (via e-mail, ja' de ha' algum tempo, cortesia de H.C.), sobre a (minha) esperanca de vida (EV). Se eu tivesse respondido a este teste na Sexta-Feira (dia feliz), teria a esperanca de viver uns muito respeitaveis 90 anos. Ja' hoje (cruzinha no "sou/(estou) infeliz"), perco, de forma fulminante, 7 anos (EV = 83 anos). Se a isso adicionar a insonia de hoje, comeco a ver a vida a andar - muito - para tras (EV = 74 anos).Tiremos agora a insonia e mudemo-nos para Lisboa (populacao >> (muito maior do que) 500 000 habitantes), em vez de continuar a viver neste pequeno covil de 108 000 (approx.) alminhas com falta de Sol/luz, mantendo tudo o resto constante: EV = 88, se estiver feliz, EV = 81, se estiver infeliz. Se, ainda adicionando a tudo isso, me entregar aos prazeres degustativos de belas açordas de marisco, carnes de porco 'a alentejana, feijoadas 'a transmontana e bacalhauzes de natas da minha avo' - que viva rija e contente durante muitos e muitos mais anos - como se nao houvesse amanha, registo uma EV de 81 anos, o que nao e' nada mau, mas tenho de estar feliz (a infelicidade leva-me a uma parca idade maxima de 74 anos). Se a estes factores todos adicionar um alcoolismo galopante (e, penso que tambem, fama, sexo sem freio, outras drogas & rock'n'roll), atinjo os 76 anos (na versao feliz) ou uns assustadoramente parcos 69 anos (na versao infeliz). Com este tipo de vida, de certeza que serei apanhada mais de tres vezes a guiar um veiculo em excesso de velocidade, o que me leva a atingir uns angustiantes 72 anos (se feliz) ou, mais provavelmente, dada toda esta conjuntura (live fast, die young philosophy), a uns angustiantes 65 anos de infelicidade. Pelo menos livro-me dos anos da reforma, que parece que tambem mata depressa algumas pessoas. Que pena, porem, ja' nao ter tempo para aprender a tocar saxofone alto, ainda que mal, devido 'as artroses digitais e mandibulares.

To cut the long story short, o que interessa reter daqui: Sendo que a infelicidade parece ser o factor que mais anos de vida ceifa, sabem que mais? Hoje escolho a pilula azul - 500 gramas dela - para viver uma longa vida de abencoadamente feliz ignorancia.


Red pill or blue pill?

Cypher: I know what you're thinking, 'cause right now I'm thinking the same thing. Actually, I've been thinking it ever since I got here: Why oh why didn't I take the BLUE pill? (in Matrix)

sexta-feira, maio 06, 2005

Tenho que sair mais vezes.

Não tivesse eu ainda não lido...

...o (dizem-me) fascinante Código de Da Vinci e decerto já teria sido iluminada pelo significado oculto de dois muppis que insistentemente co-habitam lado a lado nas estações do Metro. Um ( da TV7Dias PUB) diz que Maio é o mês de Maria. Outro diz " Sun. Shine. Triumph.". Da Triumph, pois claro, e com a magnífica Isabel Figueiras com um biquini azul. Celeste.

É preciso organização!

No dia de hoje, reparei que os Sportinguistas se organizaram aos pares, sendo que um tinha os pés bem assentes na Terra e outro, a cabeça no Olimpo.

O pesadelo ainda nao acabou (ou mais uma oportunidade para escarrapachar aqui a bonecada de um dos meus cartoonistas politicos preferidos)


© Steve Bell 2005. "Bringing forth monsters". Bell on a nightmare election [Eleicoes Parlamentares, Reino Unido, ontem]

Some say he [Tony Blair] has recognised that he is unlikely to recover popularity.
"For a man who likes to be liked, this is difficult," said one friend. "It has been a very tough campaign. The backdrop of attacks from the families of servicemen was grim."
(in The Guardian de hoje)

Seu Antonio, aconselho-o entao a deixar a porca da politica. Para ser amado por toda a gente, so' se o Seu Antonio se transformar em cartoon da Disney (tipo Rei Leao, que me parece ser bastante consensual). Mesmo assim, nao ha' garantias. Life is a bitch and then we die, nao e'? E o people que vai ter de gramar V. Exa. pelo terceiro mandato consecutivo, hein? Pense nisso.

quinta-feira, maio 05, 2005

O pão nosso de cada dia

Ouvir empregadores e até colegas de trabalho dizerem:

" A "Maria" não vem hoje porque tem o filho doente. Uma chatice....nunca se pode contar com ela."

Pergunto-me quantas vezes esses cavalheiros "faltaram" ao emprego para cuidar dos filhos doentes.



Nota: Quando falei na "Maria", não estava a falar Da Maria. Nem da nossa. a das Flores, nem da mãe de Jesus, Nosso Senhor. A " MAria" podia ser uma "Manela", uma " Soraia", enfim...

Coisas que me fazem especie (episodio # 4 e encerramento do Capitulo Eleicoes Parlamentares no Reino Unido)

Votar numa igreja metodista nao-sei-de-onde.
Mas nao acho nada mal pensado, a serio. Faz todo o sentido, ate' porque ha' mais igrejas do que escolas por metro quandrado nesta cidadela. Melhor do que isto foi ter tido aulas de dança jazz numa igreja anglicana, onde tambem tive a possibilidade de comprar livros em segunda mao sobre evolucao (darwinista) e ainda mamar uns muffins de canela. Muito bom. Adoro contrariar os meus preconceitos. Da' saude e faz crescer.

Nao obstante, o meu grande sonho e' votar numa mesquita, que deve ser mais jolie do que a igreja metodista a que fui(nao desfazendo). E renovar o passaporte num templo budista. Isso sim, seria uma experiencia espirito-estetica!

Coisas que me fazem especie e errata (episodio # 3, Capitulo Eleicoes Parlamentares no Reino Unido)

Darem-me um boletim de voto, sem me pedirem um documento de identificacao.
- Name?
- Mary Flower
- Address?
- 29, Conversation on the Side Street
- Very well.
- Is that it?

- Yes - e, virando-se para a colega do lado - Give this young lady a county council ballot paper only.*

Parece que ninguem esta' 'a espera que alguem cometa a desonra ou a loucura de mentir. Fiem-se na virgem, fiem-se!


*ERRATA: Retiro o que disse aqui sobre a mentalidade progressista do Reino Unido. Nao pude votar para o Parlamento, snifs! Fui mal informada por uma pessoa que hoje vai levar um amigavel calduço. De qualquer maneira, fizeram de tudo para que o processo de votar para o county council fosse a coisa mais rapida e indolor possivel. Praticamente, nem dei por nada. A julgar pelos constantes apelos ao voto no county council feitos na radio, nao sou so' eu que nao tenho a mais palida ideia para que serve o (meu) voto para essas tais county council elections.

quarta-feira, maio 04, 2005

Coisas que me fazem especie (episodio # 2, porque uma serie tem de ter pelo menos dois episodios, nao e'?)


© Steve Bell 2005

O mote "Vota Conservador!" (in eleicoes britanicas para o Parlamento 2005). Con-ser-va-dor. Conservas de sardinha portuguesa nao sao uma ma' ideia, sobretudo quando se esta' exilado. Alias, este blog bem que se poderia chamar Conserva na Travessa, como inocentemente propos o Olho do Girino - um querido - na sua lista de links. Conserva na Travessa e' muito mais bem esgalhado (sim, "mais bem" e nao "melhor"), sim, senhor!, mas conservador? "Vota Conservador!", tipo "Vota Mofento!" ou "Vota em gente imersa num liquido ou calda em que se conservam substancias alimenticias!" ( in Priberam)? Isto em Portugal nao funcionava, por mais conservador que fosse/seja o eleitorado. Mas sinto que isto esta' a mudar. So' gente genial (no fundo, anarcas), para arejar palavras bolorentas como conservador.

[Adenda, porque uma pessoa nao se livra de malentendidos quando sabe escrever, quanto mais quando deveria voltar para o Jardim Escola Joao de Deus, o meu posicionamento politico: sardinhas frescas e' que e'; sumos de fruta sem conservantes, idem.]

Coisas que me fazem especie (episodio # 1 de uma serie que pode muito bem comecar e acabar aqui)

Muitos panfletos da campanha eleitoral para as eleicoes parlamentares do Reino Unido (amanha) prometerem acabar com esse grande atentado 'as liberdades civis que e' ser obrigado a ter um bilhete de identidade. Por outro lado, nenhuma proposta para acabar com a possibilidade de se poder usar nos tribunais britanicos informacao recolhida atraves de tortura.

Vivam as questoes fracturantes do Reino Unido! ID or no ID, here is THE question.

segunda-feira, maio 02, 2005

Ei-la!Nao agradecam.Temos de ser uns p os outros.


"Under the recent Inetrenational Passport Act (INPA - enacted on Nov 2, 2003), every country in the world is required to make available to the public a digitized copy of each and every valid passport issued, in their respective country."

E’ uma escandaleira. Agora toda a gente pode ter acesso ao meu numero de passaporte e a dados pessoais, bastando ir aqui. Os britanicos devem estar doidos de panico, que eles nem bilhetes de identidade querem ter, com medo que alguem consiga finalmente descortinar o seu middle name e nunca mais os levar a serio (Petra?? Umma Petra Rothen? Ahahahahahahahha!!).

Nao tardara' o dia em que saberao tambem se lemos Filipe Roth, Alberto Camus, Marcelo Proust, Jaime Joyce, Joao Goethe ou Jorge Luis Borges. Mais: se os lemos traduzidos pela Europa-America ou pela Penguin; se preferimos le-los em Ingles Vitoriano, Frances Pre-Revolucao Francesa, Grego Classico, Aramaico, Servocroata ou Berbere. Pior: saberao que levaremos os ultimos 50 volumes da Seleccao dos Readers’ Digest, versao Lusobrasileira, para uma ilha deserta. Reconhecerao que poucos individuos (tipo este individuo e esta individua [actualizacao: esta individua tambem]) nao levaram a mais celebre cadeia de Santo Antonio da blogosfera 2005 a serio – tendo tido a finesse de a quebrar com humor - e descobrirao quem foi o seu genial autor. Nao se sabe o que podera’ acontecer se estas informacoes cairem nas maos erradas de gente errada.

1984 chegou. Il Grande Fratello (Italiano) is here (Ingles). J'ai peur! (Frances). Mais luz! (Portugues) Dobro dan! (Croata)